Trocando de operadora: tudo que você precisa saber sobre portabilidade

portabilidade

A portabilidade telefônica é uma das dúvidas mais comuns de nossos leitores do blog.

Afinal de contas, já que trabalhamos com a telefonia VoIP, que apresenta um dos melhores custos-benefícios para empresas de todos os tamanhos, como elas podem fazer a migração de seus números de telefone?

Bom, para tirar todas as suas dúvidas e dizer que sim, a portabilidade pode e deve ser feita se você estiver insatisfeito com os serviços contratados, leia o nosso post de hoje até o final!

O que é portabilidade telefônica?

Também chamada de portabilidade numérica, a portabilidade telefônica está em vigor desde 2009 no Brasil, representando um grande avanço para os consumidores.

O seu conceito é muito simples: trata-se da migração do seu número de telefone para outra operadora. Ou seja, você pode aproveitar melhores condições e melhores planos de outras empresas de telefonia sem precisar se desfazer de seu atual número.

O processo de portabilidade é bem simples e você pode solicitá-la tanto de fixo para fixo ou de móvel para móvel – lembre-se que não é possível migrar o número de celular para o telefone fixo ou vice-versa.

Quais são as vantagens da portabilidade?

– Economia, pois você pode facilmente migrar para uma operadora que ofereça pacotes e planos mais baratos para sua empresa, além de ofertas especiais.

– Melhor qualidade no serviço, pois você pode facilmente migrar seu plano para outro de maior qualidade e que dê mais profissionalismo a sua empresa, como é o caso da telefonia VoIP, por exemplo, que oferece uma série de recursos indispensáveis para os empreendimentos.

– Melhor atendimento, pois quando você efetua a portabilidade telefônica, além das demais vantagens, você também opta por essa mudança para ser melhor atendido por uma nova operadora.

Quais são os cuidados necessários para uma portabilidade telefônica vantajosa?

Bom, mesmo que a portabilidade seja um serviço simples, é necessário que você tome alguns cuidados para ter certeza que está fazendo a escolha certa.

Em primeiro lugar, fique bem atento à fidelização do plano que você contratou, no caso da portabilidade de um número de telefone móvel. Se a telefonia for fixa, a Anatel proíbe a fidelização e a operadora não pode te cobrar multa.

Verifique se já é possível realizar a portabilidade sem precisar pagar multa por quebra de contrato. Além disso, é preferível que você migre o seu número de telefone para uma empresa que não tenha fidelização, pois ficará bem mais simples (e barato) você deixar de contratá-la caso fique insatisfeito.

Ainda falando sobre pagamento, saiba que nada proíbe a operadora receptora de cobrar um valor para efetuar a portabilidade, mas ele não pode ultrapassar os R$ 4 por solicitação. Então, fique atento e sempre consulte o regulamento da Anatel, caso seja necessário.

Um segundo cuidado que você precisa tomar é verificar se realmente o novo plano que você se interessou atende as suas necessidades, representando um bom custo-benefício.

Não é porque o plano é mais barato que ele realmente se encaixa – e também não é porque ele é mais caro que também se encaixa, entende? Você precisa colocar na balança os prós e os contras levando em conta alguns fatores, tais como:

– Preço;

– Serviços oferecidos;

– Recursos inclusos no pacote;

– Atendimento;

– Suporte técnico.

Portanto, pesquise bastante antes de fazer a portabilidade, tanto em relação aos serviços oferecidos pela operadora quanto a reputação da própria operadora.

Um detalhe importante: no caso da telefonia fixa, você só pode realizar a portabilidade e manter seu número dentro de uma mesma área local – ou seja, no mesmo município ou no mesmo conjunto de municípios definidos pela Anatel.

O último cuidado que você deve ter é o de não cancelar a sua linha, pois aí não será possível realizar a portabilidade.

Então, por onde começar?

Bom, para realizar o processo de portabilidade, basta você solicitar esse serviço a operadora que você deseja migrar, seja pessoalmente numa loja ou por telefone. É a sua nova operadora a responsável pela tarefa.

Ela te pedirá os seguintes dados:

– Nome;

– CPF ou RG;

– CNPJ (no caso de portabilidade de telefone de empresa);

– Endereço completo;

– Número do telefone;

– Nome da sua operadora atual.

A sua nova operadora tem o prazo máximo de três dias úteis para concluir a habilitação da portabilidade e o serviço com a operadora antiga será automaticamente cancelado. Anote sempre o protocolo de atendimento para se precaver de eventuais contratempos.

Bom, agora que você já sabe tudo sobre portabilidade telefônica, você precisa conhecer os planos e serviços oferecidos pela FaleMais para dizer adeus à burocracia.

Somos uma operadora de telefonia VoIP, que oferece tarifas até 90% mais econômicas do que a telefonia tradicional, sem falar dos recursos avançados para empresas e sem fidelização.

Clique aqui e conheça mais sobre os nossos serviços para a sua portabilidade ter realmente o melhor custo-benefício do mercado. Até a próxima!

Mitos e verdades sobre ter um número 0800
Mitos e verdades sobre a qualidade da ligação VoIP

Junte-se a mais de 5000 empresas e receba
nossas dicas exclusivas por e-mail.

Digite seu e-mail abaixo e receba gratuitamente nossas dicas e conteúdos.