Pequenas empresas: Como fazer seu negócio parecer maior e mais profissional

Eis o fato: independentemente do porte, as micro e pequenas empresas não devem pensar pequeno. 

 

Mesmo se você for proprietário de uma marca com uma fatia bem estabelecida do mercado, há sempre a possibilidade de ampliar o negócio e fortalecer a sua marca na imagem dos consumidores. 

 

Para tanto, existem diversas maneiras de apresentá-la ao público e de mostrar mais credibilidade e profissionalismo aos seus clientes. 

 

Por isso, sem mais delongas, confira a seguir algumas dicas de como fazer pequenas empresas parecerem maiores e bem mais profissionais:

1. Escolha o nome certo para o negócio

Pode parecer que não, mas o nome da empresa é, sim, um fator decisivo. Nomes sem originalidade passam despercebidos pelo público. 

 

Portanto, pense em alternativas de fácil pronúncia e memorização — e dê preferência a palavras curtas. 

 

Dica importante: antes de decidir, confira a disponibilidade do nome em domínios de internet, já pensando na criação do seu site. 

2. Elabore um logotipo de qualidade

Dê muita atenção à construção do seu logotipo e procure investir em um serviço de design profissional. Pequenas empresas também precisam de um logotipo bonito e que transmita a imagem que se deseja.

 

Caso não possa cobrir os custos, existem sites que criam logos gratuitamente. Isso é parte da construção da identidade da empresa e é um processo que deve ser tratado com cuidado e profissionalismo.

 

Lembre-se de que a marca deve se relacionar com o público: se for uma loja para crianças, letras coloridas são mais indicadas; já se o negócio pertence ao ramo da informática, é interessante que o logo apresente conceitos relacionados com o campo da tecnologia e do mundo digital.

 

Aproveite também para criar um cartão de visitas nas versões impressa e digital.  

3. Construa um site profissional

Uma das formas mais eficientes de fazer pequenas empresas parecerem maiores e mais profissionais é por meio de suas presenças digitais.  

 

Observe os sites de grandes empresas e note que possuem excelente apresentação visual e conteúdo bem distribuído. Tente seguir o exemplo! 

 

No entanto, não escolha mais do que três fontes para os menus e os textos do site. Com relação às imagens, procure sempre expor fotografias de tamanho médio ou grande e com ótima resolução. E, claro, é fundamental ter um site responsivo, adaptado a diferentes tamanhos de tela. 

 

Contudo, mantenha um blog de conteúdos relacionados à área de atuação do seu negócio para atrair novos clientes, divulgar a empresa e subir alguns degraus em mecanismos de pesquisa, como o Google. 

 

Leia também: Marketing digital para pequenas e médias empresas: 4 dicas para começar!

4. Crie um e-mail para a sua empresa

Pequenas empresas também precisam de e-mails profissionais.

 

Devido a isso, evite adotar o seu e-mail pessoal para cuidar das questões profissionais. Pense com carinho na criação de uma conta específica para os setores da empresa, especialmente o de atendimento ao cliente.

 

Prefira fontes tradicionais para o corpo dos e-mails e fuja das fontes infantilizadas ou informais demais. Por exemplo a Comic Sans, e mantenha a mesma identidade visual da marca (como a do site e do logo) na assinatura.

 

Também vale a pena configurar aquelas mensagens automáticas dizendo ao cliente que o e-mail foi recebido e será respondido em breve. Isso demonstra que as pequenas empresas se preocupam com a tranquilidade de seus consumidores.

 

5. Pequenas empresas também precisam ampliar os canais de atendimento

Assim como no e-mail, pare agora de usar o seu celular pessoal para falar com os clientes. Pequenas empresas geralmente caem no erro de utilizarem seus números e aplicativos pessoais para falarem com os clientes.

 

Por isso, vale a pena investir na profissionalização dos canais de atendimento, tais como:

 

  • E-mail profissional;
  • WhatsApp Business;
  • Redes sociais da empresa;
  • Telefone profissional. 

 

Da mesma forma, quanto ao telefone, uma boa opção é adotar uma URA (Unidade de Resposta Audível) para atender satisfatoriamente aos clientes. Trata-se daquele menu de autoatendimento no início das ligações, o que otimiza muito a experiência do cliente. 

 

Acima de tudo que, hoje já está mais fácil adquirir um número 0800 para conferir ainda mais profissionalismo ao seu negócio. 

 

Em conclusão, a boa notícia é que todos esses recursos de atendimento, atrelados a tecnologia Voip, agora tem preços acessíveis para empresas de todos os tamanhos, proporcionando profissionalismo com baixo custo.

 

No próximo post, confira se a tecnologia Voip vale a pena como investimento para micro e pequenas empresas (já adiantamos que sim!). 

Por que sua empresa precisa de credibilidade para vender mais?
Conheça os benefí­cios do pós-vendas para seu comércio

Junte-se a mais de 5000 empresas e receba
nossas dicas exclusivas por e-mail.

Digite seu e-mail abaixo e receba gratuitamente nossas dicas e conteúdos.